sexta-feira, 3 de setembro de 2010

CHÁ COM EXTRATO DE FOLHAS DO MAMÃO PAPAYA MOSTRA EFEITO ANTI-TUMORAL E IMUNOMODULADOR EM PESQUISA PUBLICADA NO JOURNAL OF ETHNOPHARMACOLOGY



O cientista Nam Dang, da Universidade da Flórida, e cientistas japoneses colaboradores documentaram os efeitos anti-cancerígenos do mamão papaya sobre o câncer1 do útero2, da mama, do fígado3, do pulmão4 e do pâncreas5. Estes resultados são os primeiros a mostrar o efeito anti-tumoral das folhas de papaya e a possibilidade de induzirem resposta imune tipo Th1.

O extrato das folhas do mamão papaya (Carica papaya Linn.) tem vários efeitos biológicos in vitro:

* Efeito antiproliferativo de células tumorais.
* Estimula a produção de moléculas do tipo citoquina Th1, que regulam o sistema imunológico.
* Melhoria na citotoxicidade contra células tumorais.
* Regulação de genes anti-tumorais em células mononucleares no sangue6 periférico.

O objetivo do trabalho foi estudar os efeitos do chá de extrato de folhas do mamão papaya no crescimento de várias linhagens de células tumorais e na atividade anti-tumoral de linfócitos humanos.
Foi observado aumento significativo da atividade inibitória das linhagens de células tumorais. Nas células mononucleares do sangue6 periférico a produção de IL-2 e IL-4 foi reduzida, enquanto que a de IL-12p40, de IL-12p70, de IFN-γ e de TNF-α foi aumentada, sem inibição do crescimento. A expressão de 23 genes imunomoduladores foi realçada, sendo o CCL2, CCL7, CCL8 e SERPINB genes representativos deste efeito e podem servir como marcadores da ação imunomoduladora do extrato de folhas de papaya. Estas respostas parecem ser dose dependentes.

Além disso, os pesquisadores identificaram os componentes ativos do extrato, os quais inibem o crescimento de células tumorais e estimulam efeitos anti-tumorais.

Uma vez que o extrato de papaya pode mediar resposta imune Th1, estes resultados sugerem tratamentos e medidas preventivas potenciais para doenças como o câncer1, alergias e desenvolvimento de vacinas.

Fonte: Journal of Ethnopharmacology – volume 127, de 17 de fevereiro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o blog Saúde Verde Limão!